Paris: je t'aime - PARTE I

10:25



Conhecer Paris sempre foi um sonho antigo... Sabe quando completamos 15 anos e a maioria das pessoas desejam ir conhecer a Disney? Então, meu sonho era conhecer Paris!!! 

Isso só veio acontecer anos depois, mas no melhor momento possível: quando eu pude desfrutar da cidade, que inspira romance por cada cantinho, em uma fase tão especial da minha vida! 💓

De fato, é uma cidade mágica, que merece ser visitada por várias vezes na vida, sendo uma daquelas viagens em que não há restrição de época para conhecê-la, podendo ser visitada em todas as estações do ano.

OBS: Como são muitas informações que vou trazer para vocês, resolvi dividir o post em duas partes, por questões didáticas e para não ficar muito maçante a leitura!! 

PARTE ICITY TOUR PELA CIDADE (NOTRE DAME, SAINTE-CHAPELLE, PANTHEON, JARDIM DE LUXEMBURGO,  ARCO DO TRIUNFO, AV. CHAMPS ELYSÉES E TORRE EIFFEL.

PARTE II - MUSEU D' ORSAY, MUSEU DO LOUVRE, PRAÇA DA CONCÓRDIA, MONTMARTRE , BASÍLICA DE SACRÉ COEUR E MURO DOS "EU TE AMO".

QUANDO IR: 


O céu de Paris costuma ser mais cinzento do que ensolarado, assim como todas as grandes megalópolis, sendo difícil escapar de uma garoa. 

Entre março,  abril, outubro e novembro o clima é bem friozinho. Já maio, junho e setembro são ótimas épocas para a sua viagem, pois as temperaturas estão mais amenas. 

Evite os meses de julho e agosto, tendo em vista ser o inferno na terra! A temperatura fica altíssima (esse ano marcou o recorde de 40º). 

COMO CHEGAR:
O aeroporto internacional de Paris chama-se Charles De Gaulle, então se você estiver indo direto do Brasil esse será o local em que você irá desembarcar.

O aeroporto é enorme, porém super bem sinalizado. E vou aqui desmistificar um pouco a história de que francês é um povo "grosseiro" e que não aceita falar em outra língua. A nossa abordagem sempre faz a diferença: é só chegar falando um "Pardon" ou um "Bonjour" e tá tudo certo!! 

👉 DICA DE OURO: Em hipótese alguma jogue fora o seu bilhete do metrô! Primeiramente, porque muitas vezes será necessário realizar baldeações para chegar no seu local de destino. E por último, pelo motivo de que às vezes você precisará dele para simplesmente sair da estação. 

ONDE FICAR EM PARIS:

Paris possui uma malha incrível de metrô, que abarca praticamente toda a cidade. Isso facilita bastante na hora de escolher a sua hospedagem! 

A zona principal de Paris é toda demarcada por números que vão de 1 a 20 (os chamados Arrondissements). A lógica é a seguinte: quanto menor a numeração, mas cêntrico é o local.

Imagem extraída da internet

O ideal é ficar entre o 1 (onde fica o Museu do Louvre) até 8 (região da Champs Elysées). Geralmente quanto mais fora desse "miolo", mais barata é a hospedagem e menos coisas a pé você conseguirá fazer. Tendo que apostar no metrô, que é excelente!!! 
Na prática, ficando perto de uma estação de metrô você não terá problemas pra chegar a nenhum lugar. 
Eu sempre falo que a escolha da hospedagem é algo bem pessoal, mas para qualquer marinheiro de primeira viagem e que ainda disponha de pouco tempo, priorizar uma boa localização se torna algo fundamental. 
Caso você tenha bastante tempo, às vezes optar por um bairro mais charmoso ou com um ar mais local seja bem interessante!!!
Ficamos no hotel Cluny Square, que fica próximo à Notre-Dame e do lado de várias estações do metrô. Não tivemos problemas para conhecer os demais pontos turísticos, utilizamos muito o metrô e fizemos muita coisa a pé.

ROTEIRO DE 3 DIAS EM PARIS
PARTE I
Esse era o ponto mais próximo que era possível chegar para ver a Notre Dame.
Dá para conhecer bastante coisa em Paris com três dias de roteiro, óbvio que quantos dias a mais você tiver, melhor.

O ideal seria, pelo menos, uns 5 dias na cidade luz, assim você conseguiria colocar no seu roteiro a cidade de Versalhes, dentre outros lugares. Pois tem bastante coisa para se fazer em Paris, muita mesmo!! 

E não existe jeito melhor de conhecê-la do que explorá-la a pé. É cada canto mais lindo do que outro... Tem os monumentos famosos, os museus impressionantes, as praças magníficas, os cafés, os parques, o Sena... Enfim, a dica mais esperta de todas é se perder em tudo o que essa cidade lhe proporciona! 

Como estávamos do ladinho da Notre Dame, o primeiro local que fomos conhecer foi ela mesma! Mas estava tudo interditado em razão do desastre do fogo que praticamente consumiu a Catedral. Então, aproveitamos para contemplá-la de longe mesmo e partimos para conhecer a igreja Sainte Chapelle, que fica bem próxima! 

Todo esse circuito fizemos a pé! E olha, você nem sente! Quando vê já está em frente à torre... 💓

Vitrais da Saint Chapelle
A Sainte Chapelle é uma igreja em estilo Gótico construída para abrigar as relíquias da Paixão de Cristo, sendo um dos pontos imperdíveis para se conhecer em Paris.
Ela fica praticamente ao lado do Ministério da Justiça de Paris, e possui esses vitrais maravilhosos, que surpreendem com a riqueza de seus detalhes. 

Muitos turistas passam batido por ela, já que fora você não consegue imaginar a sua magnitude! Porém, não deixe de visitá-la. 

As filas costumam ser bem grande, portanto, sugiro comprar antecipadamente os ingressos pelo site. CLIQUE AQUI.


De lá da Igreja Sainte Chapelle partimos a pé para o Jardim de Luxemburgo.


Esse espaço maravilhoso foi idealizado por Maria de Médicis, a viúva de Henrique IV, que tinha o sonho de replicar o grandioso palácio de pitti, localizado em Florença.

O Jardim de Luxemburgo é um dos lugares mais frequentados pelos parisienses, e ganhou também o coração dos turistas. Com cerca de 22 hectares totalmente arborizado, com canteiros super floridos, lagos e esculturas espalhadas por toda parte, torna-se um local maravilhoso para contemplar a vida ou fazer um belo piquenique (ahh, os parisienses adoram!! Geralmente compram um vinho, queijo e pães e levam para comer lá).


Depois desse passeio maravilhoso, paramos para comer em um típico café parisiense. Ali mesmo próximo ao Jardim de Luxemburgo.
Tartare de boeuf - prato bastante popular por lá, peça para acompanhar um vinho bordeaux. A combinação é divina!
Qualquer café ou restaurante de esquina que você for fazer sua refeição será uma experiência única. Nada melhor do que ver aqueles típicos cafés parisiense com as mesinhas viradas para a rua!! É tão bucólico. 💏

Depois do almoço, passamos para conhecer o Pantheon.


O lugar foi construído em meados do séc. XVIII para abrigar e homenagear as grandes personalidades que marcaram historicamente a França. Ele é um dos grandes pontos turísticos da cidade, e vale muito a pena a visitação.

Por lá é possível ver o túmulo de figuras icônicas como Victor Hugo e Jean Monnet. Além dos túmulos, você poderá visitar no local o famoso pêndulo de Foucault, construído para demostrar como funciona a rotação da terra.


Após, voltamos para o Hotel para fazer aquele "pesinho", pois a tarde ainda prometida muito passeio!!!

Depois do descanso merecido, fomos conhecer o famoso Arco do Triunfo.


O arco do triunfo é um monumento representativo da vitória do exército francês sob o comando de Napoleão. E perto de outros que já vi pela Europa é, sem dúvidas, um dos maiores!! Possuindo mais de 50 metros de altura.

Se você dispõe de um pouco mais de tempo, sugiro subir no Arco, pois a vista de lá é muito linda!! Você tem uma visão de toda Champs Élysées (prepare as perninhas, pois a subida é toda feita por escadas).

DICA DE OURO - MUSEUM PASS

Dependendo do seu roteiro e dos dias que você tem na cidade luz, super sugiro você comprar o Museum Pass. Além de gerar uma economia enorme de tempo (pois geralmente a fila é diferenciada e você não tem que passar pelo guichê de compra) você também poupará dinheiro!!

Caso você fique mais de dois dias líquidos por lá, já tá valendo a compra!!

O passe possui três versões:

- 2 dias consecutivos: 48 euros;
- 4 dias consecutivos: 62 euros; e

- 6 dias consecutivos: 74 euros. 

Você pode comprá-lo pelo site (CLIQUE AQUI).

Considerando que a maioria dos monumentos custam mais de 10 euros para você visitar, bem como que o referido passe inclui monumentos como o Louvre, Museu d'Orsay, Arco do Triunfo, Palácio de Versalhes, dentre outros, você economizará um dinheirão!  São cerca de 60 museus e/ou monumentos inclusos no supracitado ticket.

Não comprou com antecedência? Relaxa, em cada museu participante você poderá adquirir (Exceto no Louvre).

A avenida mais bonita do mundo 

Seguimos andando pela "La plus belle avenue du monde" (É assim que os parisienses se referem a Champs Élysées), e passamos pelas grandes lojas que a compõe.

Cercada pelo maravilhoso Jardim des Tuileries e a Place de la Concorde (uma das maiores praças de lá), marcam o início do passeio pela famosa avenida. Logo após, é possível encontrar a fonte de Vênus e o Obelisco de Luxor, e mais a esquerda o Petit Palais (museu histórico das belas artes).

Mais à frente é possível avistar a longa extensão de área comercial de grandes lojas e restaurantes.


Seguimos até a Torre Eiffel. Se você não for tão crazy igual a gente, sugiro dividir tudo isso que a gente fez em dois dias de passeio. 😂

UM POUCO DE HISTÓRIA... 

A Torre Eiffel, concebida pelo engenheiro francês Gustave Eiffel, é sem dúvidas um dos monumentos mais marcantes de Paris. Tendo sido construída para comemorar o centenário da revolução francesa e para servir como marco de entrada da Exposição Universal de 1889.

A torre cabeceou o ranking de estrutura mais alta do mundo por muitos anos, possuindo mais de 300 metros de altura, construída em cerca de dois anos.

A sua construção dividiu a população da França à época, alguns achavam uma loucura, uma verdadeira aberração, e no início surgiram até boatos de que a torre seria desmontada devido a sua baixa rentabilidade.

Mas as coisas mudam, né? Atualmente é um dos monumentos pagos mais visitados do mundo e visto por milhares de pessoas.

A torre possui dois observatórios ao alto (quase igual a torre de Brasília, SQN 😅), uma no segundo andar e a outra no topo (cerca de 324 metros).

É uma experiência bacana subir na torre, pois a vista é muito bonita!!

PREÇOS...

Só achei bem salgado os preços. Para acessar a primeiro estágio, paga-se uma taxa de 16.30 euros (adulto). Já o último estágio (o que eu acho que vale a pena visitar) é praticamente o dobro: 25.50 euros.

Tem uma pequena diferença de preço, para caso você opte por subi-la a pé (que eu não aconselho muito). São cerca de 1.665 degraus!! 😰

Além do mais, utilizando-se as escadas só é possível entrar nos dois primeiros andares da torre.

COMPRE O INGRESSO ANTECIPADO E POUPE AS LONGAS FILAS (CLIQUE AQUI)

Aproveite para explorar aos arredores da Torre, possui uma área verde incrível e alguns quiosques com crepes deliciosos! 
Saímos de lá, andando, e fomos para o Museu do Louvre para aproveitar o pôr-do-sol.


Nesse dia não entramos no Museu, apenas contemplamos a sua beleza pelo lado de fora... Que vou te falar: é simplesmente maravilhoso!!

O referido Museu fica localizado no 1° arrondissement, próximo ao Jardim das Tulherias, e está instalado no Palácio do Louvre, construção originalmente feita para servir de fortaleza. O passeio pelo Louvre é obrigatário! Tire pelo menos um dia para conhecer as suas obras e explorar o local, pois é um dos maiores museus do mundo, contendo milhares de obras, sendo centenas delas super famosas!!

A região próxima a ele também é fantástica, você pode conjugar o passeio com uma visita ao Jardim das Tulherias e aproveitar para fazer um lanchinho nas dezenas de restaurantes que cercam o local.

OBS: NÃO É POSSÍVEL COMPRAR OS INGRESSOS DO LOUVRE NO LOCAL, AS VENDAS SÃO FEITAS APENAS PELA INTERNET. VOCÊ TAMBÉM PODE UTILIZAR O SEU MUSEUM PASS.

 - Existem vários cambistas que vendem ingresso em frente ao Louvre, porém com preços mais salgados.

Montmartre
Próximo ao Louvre existem duas grandes pâtisseries dedicadas exclusivamente à confecção de macarons (aqueles doces coloridos típicos da frança), aproveite para comprá-los.

Existem duas grandes marcas: a Ladurée (mais famosinha e comercial) e a Montmartre (bem mais saborosa e barata).

A Montmartre fica logo após a saída lateral do Louvre.

Os melhores que já comi na vida, bem macios e com um recheio super cremoso (Montmartre)
Ladurée
No fim desse dia intenso, já tínhamos andado mais de 24 km!! Então, caso você tenha mais tempo no roteiro, sugiro dividir tudo isso que a gente fez em dois dias da viagem, para fazer as coisas com mais calma!

BEIJO, BEIJO DA LU, E ATÉ A PRÓXIMA PARTE! 

Você pode gostar também

0 comentários

MAIS ACESSADOS

FANPAGE

AUTORAL

Todos os textos são autorais e estão assegurados pela Lei nº 9.610/98. Sendo proibida a sua reprodução total o parcial. Todas as fotos contidas nas postagens são autorais.