TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Trilha até a base das Torres Del Paine.

04:13


Sempre foi meu sonho conhecer a Patagônia, muito por suas paisagens exuberantes e únicas. Até que saiu uma promoção para Santiago e não pensamos duas vezes para comprar as passagens.

Conhecer o Parque Nacional de Torres del Paine era o nosso principal objetivo, mas também resolvemos colocar El Calafate, na Argentina, no nosso roteiro.

O Parque se localiza na região de Magallanes, no extremo Sul da Patagônia Chilena, tendo sido declarado como reserva da biosfera pela UNESCO em 1978.

É considerando um dos lugares mais impressionantes da América do Sul (e eu não discordo em nadinha). A diversidade, a natureza quase que intocada e sua magnitude realmente impressiona!!! 

É um prato cheio para quem gosta de aventura e para a prática de trekking. Por lá, você vai encontrar lagos, geleiras, muita vegetação diferente e bichinhos fofos.

Não tem como não dizer que foi um dos lugares MAIS INCRÍVEIS que tive a oportunidade de estar.


COMO CHEGAR

Ficamos alguns dias na capital Chilena, e compramos os voos para Punta Arenas pela companhia low cost Sky Airlines (que atualmente também faz voos para o Brasil). 

Foram as passagens mais baratas para Punta Arenas que encontramos, pois geralmente são bem caras!!! Saiu  menos de mil reais os dois trechos para o casal. 

IMPORTANTE: O preço não inclui o despacho da bagagem, portanto, compre-as juntamente com as passagens, pois no balcão elas são bem mais caras!!! Cobram 50 dólares cada uma. 😰

A cidade mais próxima ao Parque e um dos principais pontos de apoio para quem quer visitá-lo é Puerto Natales (120 km da entrada para o hiking da base da torre). Ela dispõe de aeroporto, mas fica fechado a maior parte do ano por questões climáticas. Então, chegar por Punta Arenas é o mais comum.

Muitas pessoas também visitam o Parque a partir de El Calafate, mas já é um chãozinho, ehm (4 horinhas de viagem tranquilamente, pois ainda passa pela imigração).

Quem não tiver alugado carro, é possível conhecer o parque através de excursão. As agências de turismo da região vendem basicamente dois passeios: A trilha da base da torre e um outro que contempla os lagos e o Glaciar Grey (boa parte desse trajeto é feito de carro).

Também é possível ir de ônibus, que saem com certa regularidade durante a alta temporada.

A oferta de excursão é grande, dá facilmente para você fechar um dia antes.

🙋 IMPORTANTE PARA QUEM VAI DE CARRO: A região em si é um pouco isolada, portanto, só existem postos de combustíveis em Puerto Natales, abasteça por lá, pois não terá outro posto no caminho. 

ONDE FICAR: 
Rua principal 
Nós ficamos em Puerto Nalates, pois as opções de hotéis (sem contar com preços) são bem mais atrativas. Como tínhamos alugado um carro em Punta Arenas, achamos que seria totalmente viável fazer esse bate e volta nos dois dias que tínhamos reservado para conhecer Torres Del Paine.

Ficamos em um Airbnb maravilhoso!!! Uma das nossas melhores estadias no Chile. A dona da casa, Antonieta, nos recepcionou super bem e o café-da-manhã servido por ela foi perfeito! Ainda nos deu várias dicas de restaurantes e passeios pela região.
Olha só que gracinha: bem em frente ao lago. Super romântico e aconchegante.


Ficar dentro do Parque é uma opção bem interessante. A região dispõe de hotéis luxuosos, acampamentos  e refúgios. Para quem vai fazer o famoso Circuito W ou "O",  que dura em média uns 5 a 8 dias, respectivamente, esta será a única opção viável. 

Me encantei muito com a proposta do Ecocamp, mas conseguir uma vaguinha por lá é uma missão quase impossível.

Outra opção para quem quer fazer a trilha até a base da Torre em partes é ficar no acampamento chileno, que é o local mais próximo de lá. Fica exatamente na metade do caminho.


ENTRADAS PARA O PARQUE: 

Os ingressos para o parque podem ser comprados no dia do seu passeio, não há necessidade de serem comprados com antecedência.

Na alta temporada (que vai de 1 de outubro a 30 de abril) os ingressos custam 21 mil pesos para estrangeiros, aproximadamente, 121 reais, podendo ser utilizado por até 3 (três) dias, ou seja, te permite entrar no parque por 3 vezes.

Fora da temporada, os ingressos custam quase a metade do preço, porém não indico muito ir nessa época, pois faz muito frio e, por questões climáticas, pode ser que o parque feche e você não consiga conhecê-lo.

Uma coisa para se colocar em mente é que lá quem manda é o tempo. Tudo é muito imprevisível e normalmente é difícil você ver um dia "azul" sem nuvens, chuva e quentinho.

Tanto é assim que o pessoal não cansava de dizer "Hoy, hace un buen día, disfruten". Normalmente só ficam uns 2 ou 3 dias assim, e volta a ficar nublado o tempo.

IMPORTANTE: CASO você opte por ficar dentro do parque terá que providenciar a reserva das pernoites nos acampamentos com antecedência. A inscrição deve ser feita pelo link do parque: http://www.parquetorresdelpaine.cl/


COMO FAÇO PARA VOLTAR A PUERTO NATALES SEM EXCURSÃO?

Se você estiver sem carro, na alta temporada, diversas empresas de ônibus realizam diariamente viagens regulares desde Puerto Natales até o parque, com destino final da sede administrativa (Villa Monzino).

As informações sobre os itinerários e tarifas podem ser consultados diretamente nas empresas que oferecem ou na sede administrativa/rodoviária, ou também pelo portal do parque.

Guanacos fofinhos por todo canto!!!



A TRILHA DA BASE DA TORRE

Só a estrada até o parque já é maravilhosa!!! Uma vegetação super diferente, com muitos bichinhos pelo caminho, lagos que mais parecem espelhos e as montanhas então... É realmente de tirar o fôlego.

Não tem filtro em nada, minha gente! 

Sugiro sair de Puerto Natales no máximo umas 7h da manhã, pois são cerca de 2h de estrada até a entrada do Parque. A gente saiu às 8h e chegamos, com as pausas pelo caminho para tirar foto, quase 11 horas da manhã.

É impossível não parar no meio da estrada para fazer uns registros!

Apesar dos dias na primavera e no verão serem mais longos por lá (anoitece umas 21h) não indico iniciar a trilha muito tarde, pois ela é bem longa!!! São cerca de 18 km, que com ótimo preparo físico leva-se em média umas 8 horas para ir e voltar.

Assim, quanto mais cedo iniciar a trilha, mais tempo terá para fazê-la com calma e aproveitar o máximo de tempo lá em cima!

A trilha por si só é maravilhosa, cada pedacinho é cheio de charme e rendem fotos lindas!


Eu categorizei essa trilha como uma das mais difíceis que já fiz, muito pela distância e por ser basicamente subida o tempo inteiro. Então, se prepare psicologicamente e fisicamente para isso.

DICAS DA LU: 🙍🙋

➤ Vá com roupas adequadas, mesmo na primavera ou verão, pois a Patagônia é gelada o ano inteiro. A ideia é ir vestida(o) como cebola, pois no decorrer da trilha o corpo esquenta e você pode ter um pouco de calor, mas logo quando aparecer uma "sombrinha" você sentirá muuuito frio! Ainda mais se estiver ventando.

➤ Aposte em uma bota específica para trekking, que você já esteja habituada(o) a usar e que seja, preferencialmente, impermeável. Isso vai fazer total diferença no caso de ter neve, pois molha muito!!! Se estiver em dúvida acerca do calçado, dê uma olhadinha no post que fiz sobre "botas de trilha".

➤ Agora o que realmente você não pode deixar de levar é: uma jaqueta corta vento. Eu também não deixaria de levar uma toca, pois senti muita dor no ouvido por causa do vento forte, não consegui ficar quase um segundo sem) e luvinhas, claro.

➤ Uma legging foi suficiente para conter o frio nas pernas.

➤ Leve garrafas de água, ou pelo menos uma grande. Não se preocupe que você encontrará vários lagos para reabastecê-la. Dizem que as águas de lá são puras e aptas para o consumo humano.

➤ Não esqueça dos lanches, apesar de ter o camping chileno no caminho, que vende algumas coisas como pizza e hambúrguer, acho bem prudente levar a sua comida. Castanhas, frutas secas e sanduíche natural dão o gás que você precisa.

➤ Se você for sedentário ou atleta de final de semana tipo eu, sugiro que deixe para fazer essa trilha depois de já ter feito as outras atrações do parque, pois praticamente me inviabilizou de fazer qualquer coisa no dia seguinte. Fiquei mortinha, só na base do relaxante muscular e com uma dor tremenda no joelho.

INÍCIO DA TRILHA: 


Do estacionamento do carro até o início efetivamente da trilha, você passará por um refúgio super lindo (na volta, desejei muito que meu hotel fosse lá 😂😂).

Começamos a trilha bem otimistas e pensando "ah, não deve ser tão puxado assim quanto à montanha do arco-íris", que fizemos ano passado no Peru.


Até começarmos a encontrar alguns brasileiros já descendo da trilha, que nos informaram que não imaginavam o tanto que era puxada e que estavam esgotados.

Começamos a ficar receosos com o tempo e se efetivamente tínhamos condicionamento físico para isso. Apesar de ser acostumada a fazer trilha, faz um tempinho que eu e meu marido estamos "aposentados" no quesito atividade física.

Mas a gente viu alguns casais com filhos de colo, e isso nos deu um estímulo!!! Fiquei admirando a força de vontade e superação, espero ser assim quando tiver os meus.


A primeira parte da trilha é bem intensa, uma subida contínua que vai ficando pouco a pouco mais ingrime.


Antes do acampamento chileno se passa margeando um precipício. Eu só ficava imaginando que teria que ir o mais rápido possível para não fazer essa parte do percurso sem a luz do dia.



A exigência da trilha não é só de um bom cardio, mas de preparo físico como um todo. Muitas vezes sentíamos umas "mini" câimbras e parávamos um pouco.

Acampamento Chileno


Chegar no acampamento chileno, que fica na metade do caminho, é uma vitória!!! A partir de lá a trilha começa a mudar um pouquinho. Você começa a atravessar pontes e passar por dentro da floresta.  Alguns pontos tem bastante lama e é escorregadio. Então, faça com calma e cautela.

Acampamento chileno

A sinalização da trilha é muito boa, e ela também é bem movimentada. O que te passa certa segurança quanto ao percurso.


Depois dessa parte por dentro da floresta, começa mais uma longa etapa de subida.

Já chegava perto das 4 horas de trilha, parávamos nos pontos que dava para um descanso. Mas a dica também é não deixar o corpo esfriar.

Assim, descanse o mínimo possível, somente o suficiente para recuperar o "fôlego" e retomar a caminhada.


A última etapa foi uma das mais difíceis, o corpo já dando visivelmente sinais de cansaço e a preocupação de ter que fazer todo o trajeto de volta nos assustava um pouco. Mas não íamos desistir, né?

Infelizmente muitas pessoas voltaram nessa parte da trilha, pois já estavam esgotadas e resolveram não arriscar.

As pedras são soltas, sem muito lugar para apoiar as mãos e a caminhada tem que ser realizada redobrando a atenção e cuidado. 


Uma hora eu parei para olhar ao meu redor e percebi o quão alto a gente tava. Ás vezes nos preocupamos tanto em atingir o nosso objetivo, que esquecemos de aproveitar o trajeto. No fim, mais importante do que chegar é aproveitar intensamente cada segundo.

Sempre falo que as trilhas com cachoeiras são as melhores recompensas. Mas dessa vez fui recompensada com um visual único, uma beleza inigualável e uma paz transbordante!!!

Fiquei muito feliz por termos conseguido, por estar ali e por ter tido a oportunidade de vivenciar aquilo. Que lugar!!!!


O lago da torre estava congelado e tinha muita neve no caminho, alguns pontos ia até o joelho. E foi aí que coloquei a prova a impermeabilidade da botinha da yellow boot da Timberland. Manteve meu pé sequinho e quentinho o tempo inteiro.

Ficamos uns 40 minutos lá em cima, aproveitamos para comer nosso lanchinho, deitamos em uma das pedras e ficamos admirando a beleza do local.

Mas rapidamente nos apressamos para descer, já eram 17h e tínhamos um longo caminho de volta pela frente.

Em resumo, levamos 5 horas para subir e 4 horas para descer (todo santo ajuda, né?)

Na volta, paramos no acampamento chileno para comer uma pizza rápida, e terminamos de fazer a trilha com a última luz do dia.

Nessa etapa, já nem lembrava o que era foto ou me importava mais com nada. Só queria chegar em Puerto Natales e tomar aquele bom banho!!! 😂


Me perguntam se valeu a pena... Ahh, se valeu!!!

💓

Beijos, e até a próxima!!!!

Você pode gostar também

0 comentários

MAIS ACESSADOS

FANPAGE

AUTORAL

Todos os textos são autorais e estão assegurados pela Lei nº 9.610/98. Sendo proibida a sua reprodução total o parcial. Todas as fotos contidas nas postagens são autorais.