Paraty

10:37


Tiramos o recesso da semana do natal para irmos visitar os nossos parentes em Campinas e, no ensejo, aproveitamos para dar mais uma esticada e passar em alguns lugares, que sempre quis conhecer. O nosso Objetivo final era Ilha Grande, mas fizemos algumas paradas antes disso (algumas bem rápidas).

Resolvemos separar dois dias da viagem para ficarmos em Paraty.

De Campinas a Paraty são cerca de 358 km, passando-se por vários lugares bem legais, mas prepare o bolso e separe um dinheirinho para os pedágios, perdi a conta por quantos passamos.

O nosso primeiro ponto de parada foi pra conhecer a Basílica de Nossa Senhora, em Aparecida do Norte. De lá, seguimos viagem até o Município de Cunha (Última parada dos tropeiros que percorriam a Estrada Real antes de chegar ao porto de Parati).

O município de Cunha é cercado de encanto, sendo um dos lugares que reserva a maior parte da Mata Atlântica no país, além de ser conhecido como "a cidade da cerâmica". Lá têm várias lojinhas com objetos de decoração, vale a pena dar uma passadinha.

Vista incrível do Município de Cunha
A estrada que liga esses dois pontos do estado de São Paulo e do Rio de Janeiro é extremamente linda, contando com alguns trechos da velha "estrada real".

Após a nossa breve parada por Cunha, fomos direto a Paraty.

Paraty é uma cidade fantástica e apaixonante, que me remeteu a boas lembranças de Pirenópolis (cidadezinha linda aqui bem próxima a Brasília).

Considerada como Patrimônio Histórico Nacional, Paraty segue o estilo colonial, possuindo incontáveis encantos, tanto naturais quanto arquitetônicos. 



Andarilhar por suas ruas, conhecendo suas lojinhas cheias de artesanatos, entrar nas cachaçarias e ver as manifestações culturais "de rua" é algo delicioso! 

É fácil passar horas e horas, sem que percebamos. Além do mais, é difícil ter pressa nesse lugar. É praticamente como fazer uma viagem no tempo, em meio a história.

Suas ruas são calçadas com grandes pedras, chamadas carinhosamente de "pé-de-moleque", feitas pelos escravos à época (diquinha: use um sapato confortável).

Eu não abro mão do meu chinelinho de couro de jegue que comprei no Ceará

O nascedouro da cidade remonta à 1967, e exercia a função de entreposto comercial e escoadouro da produção de ouro de Minas para Portugal (Daí o porquê do caminho do ouro). 

A cidade foi toda construída em volta da Igreja da Nossa Senhora dos Remédios (que foi coroada a padroeira do lugar).

Igreja da Nossa Senhora dos Remédios


Quando a maré está alta, a água do mar acaba invadindo um pouquinho as suas ruas, e isso já virou uma marca registrada em Paraty. Um prato cheio para os pintores e fotógrafos, tornando a paisagem ainda mais linda, pois é possível ver os reflexos dos casarões no chão de suas ruas.


Quando não é a água do mar, a chuva faz essa função

Paraty tem uma forte influência religiosa, contando com quatro igrejinhas. Mas, na minha opinião, a Igreja de Santa Rita é a que mais se destaca. Lá é onde funciona o Museu de Arte Sacra de Paraty, possuindo peças e imagens bem antigas, algumas do Séc. XVII. 

O mais legal é que o acervo constante no Museu foi todo encontrado na própria cidade.

Museu de Arte Sacra
Igreja de Nossa Senhora das Dores



  • Onde comer:
Paraty tem excelente gama de opções, no quesito restaurantes, que vai de Frutos-do-mar à Comida Mexicana. Tudo irá depender do que você queira comer.
Bem avaliados no Tripadvisor estão: VOILÀ BISTROT; Restaurante Caminho do Ouro; Restaurante Banana da Terra; hamburgueria Van Gogh; Galeria do Engenho, dentre outros.
Fomos nesses dois últimos, na Galeria do Engenho pedimos uma caldeirada de frutos do mar, e estava bem gostosa!

Já o Van gogh encontramos ocasionalmente, nem tínhamos visto a excelente avaliação dele. Passeando pelas ruas de Paraty, encontramos uma portinha que dava acesso à hamburgueria, como tínhamos tido uma boa experiência em Jeri com hambúrgueres, resolvemos nos arriscar.

E a sensação foi de surpresa! O ambiente e o hambúrguer são magníficos, e no dia ainda tinha dois caras tocando muuuuito!!! 

  • PASSEIOS
Os atrativos de Paraty são muitos. Lá tem opções de passeios culturais, ecológicos e também pelo mar. Optamos por fazer um passeio de escuna. 
Paraty é repleta de Ilhotas e praias (bem preservadas). 
Cais - onde saem os passeios
Não adianta ir direto ao cais, eles não vendem os bilhetes para os passeios. É preciso procurar uma agência de turismo, mas é bem fácil localizá-las.


Os pontos de parada com a escuna são mais para mergulho, eles disponibilizam espaguetes e dão um tempinho de meia-hora em cada ponto, parando, apenas, em duas praias. As escunas contam com um bote de apoio para levar até a praia (para aqueles que não querem ir nadando).

Nada melhor que uma cachacinha de Paraty para aproveitar ainda mais o passeio

Além das praias, há a 
opção de conhecer as cachoeiras da região, bem como os alambiques.
Primeira parada para mergulho: Lagoa Azul

O horário de saída dos passeios costuma ser às 10h:30min. Com relação ao preço, pagamos R$ 60,00 (sessenta reais) por pessoa. O passeio dura praticamente o dia inteiro.


Ilha onde foram gravadas cenas do filme Amanhecer da Saga Crepúsculo

Mais paradinha para mergulho
Um dos pontos de parada da escuna é na praia vermelha. Essa praia somente é acessível dessa forma, pelo mar. Lugar bem bonito!

areias levemente avermelhadas

  • Alambiques
Paraty é referência na produção de cachaças, na cidade é possível encontrar os seguintes alambiques:
- Cachaça Coqueiro
- Cachaça Corisco
- Cachaça Maria Izabel
- Cachaça Paratiana e Mulatinha
- Cachaça Pedra Branca
- Cachaça Maré Cheia
- Cachaça Engenho D’Ouro
Mesmo para quem não gosta de "aguardente" é interessante conhecer o processo de fabricação das cachaças que, em sua maioria, são bem artesanais. 
Dá pra perceber a importância da cultura familiar no processo de produção, que acaba muitas vezes envolvendo toda a comunidade.
No último dia, passamos para conhecer o alambique da cachaça Maria Izabel, fomos muito bem atendidos pela filha da Dona Maria Izabel, mesmo sem marcar horário. 


Conhecemos um pouquinho da produção e degustamos as cachaças que são ofertadas pelo alambique. 
É uma experiência muito gostosa, ver como é feito com carinho cada produto.

Paga-se uma taxa de R$ 5,00 (cinco reais) por pessoa pela visita. Recomendo! 
Voltamos com um bom estoque de cachaças 😍


Beijos, Beijos!

Você pode gostar também

15 comentários

  1. Paraty é mesmo uma graça de cidade!!! Fui ano passado e passei só o final de semana, fiquei com gostinho de quero mais! Adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Paraty está na minha rota! Cidadezinha linda e aconchegante, cheia de história! Foi muito bom poder conhecer mais sobre ela através de seu post. Arrasou! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Paraty é realmente linda e aconchegante. Quando voltar lá de uma esticada e vá conhecer a vila de Trindade na divida do Rio com São Paulo e que faz parte do município, vc vai amar ;-)

    ResponderExcluir
  4. Que viagem mais gostosa, conheceram várias cidades de uma vez, isso é ótimo! Eu adoro Aparecida, pertinho da casa de mamis... Cunha também tá ali do lado, mas preciso voltar, faz anos que não vou! Agora Paraty... arrasaram no destino final, é uma fofura! maravilhosa para curtir praia e o centro histórico! Beijão

    ResponderExcluir
  5. Eu fui quando era criança à Paraty e não tinha curtido muito, porque não gosto de coisas históricas e antigas e tal... Mas eu acho que preciso voltar e ter uma nova opinião, pq só vejo posts lindos de lá :D

    ResponderExcluir
  6. Sou apaixonada por Paraty, já fui quatro vezes e não me canso de visitar esta cidade. Vou aproveitar as suas dicas de restaurantes, porque estes que mencionou ainda não conheço :)

    ResponderExcluir
  7. Que dias lindos você pegou! Eu só fui a Paraty uma vez, mas foi o suficiente para voltar encantada. Não conheci os restaurantes que você mencionou, dicas anotadas! :)

    ResponderExcluir
  8. Que viagem maravilhosa. Paraty é um charme a parte e realmente essas ruas dão a impressão de ter voltado na história, coisa mais linda!! E as praias perfeitas, preciso nem comentar... preciso mesmo é conhecer esse lugar =)

    ResponderExcluir
  9. Paraty é minha paixão, adoro essa cidade!! Amei suas dicas, estou programando retornar novamente rs.. não me canso. Cada post que leio, vejo que tem mais lugares p conhecer. Parabéns pelo post e belas fotos beijos

    ResponderExcluir
  10. Ai, Paraty é uma graça né?! Me lembra Tiradentes e Ouro Preto aqui em Minas Gerais. Eu adoro cidades históricas e já estou planejando a minha ida a Paraty. Obrigada pelas dicas:)

    ResponderExcluir
  11. Paraty é uma belezinha mesmo! Fomos passar um feriado ano passado e infelizmente choveu TODOS os dias 😭😭😭 conseguimos aproveitar , mas com certeza quero voltar qdo tiver sol :)

    ResponderExcluir
  12. Que destino incrível! Paraty está na minha lista de destinos a conhecer. Gostei bastante do roteiro de vocês, vou usar quando for. Parabéns pelo post e obrigado por compartilhar.

    ResponderExcluir
  13. Meu Deus do céu, que caldeirão de frutos do mar foi esse? Me deu água na boca. Já quero. E eu nem sabia que era real a casa das gravações de Crepúsculo Adorei a informação!

    ResponderExcluir
  14. Paraty é uma graça mesmo, adoro essa cidade! Mistura de história, natureza e povo acolhedor. Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  15. eu sou completamente apaixonada por Paraty, a unica coisa que me irrita la é o tempo.. Sempre q vou esta nublado ou chovendo.. hahahaha esse paraiso merece ter sol 365 dias por ano!! rsrs belo post!!

    ResponderExcluir

MAIS ACESSADOS

FANPAGE

AUTORAL

Todos os textos são autorais e estão assegurados pela Lei nº 9.610/98. Sendo proibida a sua reprodução total o parcial. Todas as fotos contidas nas postagens são autorais.