Jericoacoara - Ceará

12:48


Ahhh, Jericoacoara!

Sempre olhava as fotos de Jeri e me perguntava: por que ainda não conheço esse lugar?! Até que um dia parei de me perguntar e resolvi ir!!!

Saímos de Cumbuco de carro em direção à Jericoacoara.  Acabamos optando por ir depois do almoço, com intuito de aproveitar um pouquinho mais Cumbuco – Caucaia.

De Cumbuco a Jijoca, onde deixamos nosso carro, dá aproximadamente 373 km, cerca de 3h54min. Mas têm empresas que oferecem vários pacotes de Fortaleza a Jericoacoara, inclusive pacote de 1 (um) dia (sim, acreditem), com saída às 5h da manhã e chegada prevista para às 9h da manhã.

Para quem tem pouco tempo para conhecer as terrinhas cearenses, apesar de corrido, é uma  ótima opção! 

A maioria dos pacotes que pesquisei (por curiosidade, já que fiquei pasma deles oferecerem um serviço assim, bate e volta), cobrem as principais atrações de Jeri:

  • Passeio pela Vila de Jericoacoara;
  • Passeio a Duna do Pôr-do-Sol;
  • Passeio a Pedra Furada;
  • Passeio a Lagoa do Paraíso;
  • Passeio a Lagoa Azul (opcional);
  • Passeio pela Árvore da Preguiça (opcional);
  • Retorno a Fortaleza às 16:30h.
O preço que encontrei para tal serviço era, em média, de R$ 120,00 (cento e vinte) por pessoa.

  • COMO CHEGAR:

Enfim, como acabamos indo de carro e, como ele não era de tração 4x4, resolvemos deixá-lo (e é o prudente a se fazer) em um estacionamento privativo logo na entrada de Jijoca. O custo de 4 diárias no estacionamento foi de R$ 100,00 (cem reais). 
Em Jijoca é possível facilmente encontrar um transfer, eles possuem uma cooperativa que prestam serviços em 4x4 de Jijoca à Villa de Jericoacoara, num preço médio de R$ 25,00 (vinte e cinco reais) por pessoa.
DICONA: Não invente de jogar seu carro nas dunas, observei vários carros sem para-choque ou atolados. Mas se você é uma pessoa movida a aventura, dotada de coragem e perícia, sugiro que descalibre os pneus e se aventure nessa imensidão de areia, pois na entrada da Vila de Jericoacoara possui outro estacionamento privativo para você deixar seu carro com segurança, já que não é possível transitar de carro por lá.

A entrada do Parque Nacional de Jericoacoara é verdadeiramente surpreendente. Dunas e mais dunas, areias branquinhas, algumas pequenas lagoas e animais típicos da região. Jericoacoara se destaca pela sua diversidade e paisagens distintas: serrote, restinga, dunas, lagoas, tabuleiro, manguezal e praias.
Pausinha para fotos!
Apesar do Parque ser relativamente novo, foi criado em fevereiro de 2002, possui ótima estrutura, várias pousadas e excelentes restaurantes, enfim, não tem como não amar Jeri.
Chegamos em Jericoacoara no finalzinho da tarde, mas conseguimos não perder o pôr-do-sol fantástico. 
Um clássico em Jeri é ir ver o pôr-do-sol em uma duna, localizada no canto esquerdo da praia. Essa duna é sugestivamente chamada de “duna do Pôr-do-Sol” e, no final da tarde, o movimento é intenso de turistas e nativos, por volta das cinco e meia que é a hora que o sol mergulha no mar. Mas, nesse dia optamos por ver o sol se pôr na extensão da praia mesmo (magnifico, né?).
Nem preciso dizer o quanto é gostoso ir caminhando pelo centro da vila, deixe os sapatos de salto e invista nas rasteirinhas, chinelos ou tênis. Pois em todo lugar que você for, encontrará areia.  As ruas não são pavimentadas e é isso que traz um ar tão especial para esse lugar.

  • O QUE FAZER E ONDE COMER: 

A Vila tem um centro gastronômico impecável, ruas e becos repletos de restaurantes, um mais maravilhoso que o outro.  Juro que ficaria mais uma semana lá só para conseguir experimentar todos que tive vontade. 
Restaurante Na Casa Dela
Esse da foto é o “Na casa dela”, além da comida maravilhosa, possui essa decoração rústica e lúdica, que deixa o ambiente super cool e aconchegante. Pedimos uma moqueca de arraia que estava uma delícia (desculpa não ter imagens, a fome era maior).
Outra dica de restaurante é o Vila Kalango, fica dentro da pousada, a comida é sensacional (fomos duas vezes, rs).  
Restaurante Vila Kalango
E se você está cansado de comer frutos do mar, não pode deixar de ir no Eat on the Streets (o melhor hambúrguer que já comi, sério). Carne bem temperada, sendo que o queijo é derretido através de um maçarico e ainda possui várias opções de molhos diferentes. 

Sem contar do ótimo custo-benefício! 


Uma opção refrescante para aliviar o calor é o Gelato e Grano – sorvete quase celestial, com várias opções de sabores e o precinho é bem honesto!
Jeri dispõe de barraquinhas de caipirinhas e drinks de frutas no final da rua principal, todas enfileiradas perto da praia, o que me fez lembrar bastante de Morro de São Paulo – Bahia, que é algo bem característico de lá.
A vida noturna em Jeri é bem democrática, para aqueles que não pensam só em comida como eu, pode-se encontrar várias alternativas para aproveitar bem a noite. Quem gosta de um esquema voz e violão, a sugestão é o Samba Rock, localizado na rua principal, conta com um ambiente bem descontraído!
Para quem gosta de Forró, tem a opção do Forró da Dona Amélia. É bem conhecido, mas só acontecem as quartas e sábados.
Superadas as loucuras gastronômicas e o que fazer nas noites em Jeri, vamos aos passeios!!

  • PASSEIOS:

1° Primeiro dia: Litoral Leste
Determinamos que conheceríamos primeiro o Litoral Leste – que pode ser feito por buggy, jardineiras, quadriciclos ou camionetes. Assim, fretamos uma por R$ 300 (trezentos reais), mas como estávamos em seis, não saiu tão caro. 
É o passeio mais conhecido porque engloba os principais pontos turísticos da área de preservação. A proposta era conhecer a lagoa do paraíso, a lagoa azul e a árvore da preguiça (alguns incluem também a pedra furada por um custo adicional, mas queria conhecê-la por trilha).

Lagoa do Paraíso -
Alchymist beach club
Apesar de possuir outras barracas na Lagoa do Paraíso, a mais conhecida é a Alchymist beach club.  Lugar impecável e relaxante que dispõe de um grande restaurante em dois andares e um VIP Terraço com vistas sobre as espetaculares águas cristalinas e em dégradé de tons de verde da Lagoa.

Lagoa do paraíso
Passamos a manhã inteira nos deliciando da beleza desse lugar.
No local, há um jangadeiro que faz um giro até o meio da Lagoa, com direito à “ski bucho”, super recomendo!
Jangada do "Seu Edmilson"

Lagoa Azul  -
Fomos alertados, pelo cara que fechamos o passeio, que o ideal seria almoçarmos na lagoa azul, já que os preços seriam mais em conta. Chegando lá ficamos um pouco desapontados, a lagoa estava praticamente seca e não tinha tantas opções de pratos no cardápio, além do preço nem ser tããão assim inferior.
A vantagem é que estava bem vazia e conseguimos relaxar um pouquinho.
Depois de conversar com outras pessoas, ficamos sabendo que os guias ganham o almoço por levar a gente na barraca acordada. Então fica a dica (almoce onde quiser, pois ás vezes a indicação é beeem interessada e não necessariamente a melhor).
Árvore da Preguiça - 
Fechamos o passeio com a árvore da preguiça – cartão postal da praia do Preá. O nome da árvore deve-se ao seu formato, que faz a árvore parecer estar se rastejando, tentando manter-se em pé. Tudo isso aconteceu devido aos fortes e incessantes ventos. 
2°  Segundo dia: Litoral Oeste:
Esse foi o meu passeio favorito! Apesar da beleza que é a Lagoa do Paraíso, não dá para ir em Jeri e não desfrutar um pouco do Lado Oeste.
Escolhemos ir de Quadriciclos (o que super recomendo, adrenalina pura). Pagamos R$ 200 (duzentos reais) pelo aluguel do dia. Fomos dirigindo por toda a extensão da praia do preá, ultrapassando pequenas lagoinhas bem rente à margem da praia.






















Chegando-se em Camocim, pega-se uma balsa para atravessar para o mangue seco.  A sensação é de entrar numa “floresta encantada”. Com todos aqueles galhos secos, areia fofa e branquinha, redes e balanços espalhados por toda parte. Lugar magnífico!!!! 



Continuamos o passeio, por imensas dunas e a paisagem de tirar o fôlego! 

Com direito à parada para fotos!!







Próximo à Lagoa Grande

Chegamos à Lagoa Grande, o local possui várias barraquinhas (e segue o que te falei, almoce na que
achar melhor, pois o guia vai te induzir a ficar naquela que ele ganha o almoço).
Pagamos por um peixe enorme e guarnições R$ 300 (trezentos reais), que serviu muito bem seis pessoas. É oferecido o cardápio vivo para a escolha dos peixes e frutos do mar (mega frescos).
Lagoa Grande por Renata Magalhães
Mas antes que ficasse tarde, saímos para conhecermos o Parque Nacional dos Cavalos Marinhos
Parque Nacional dos Cavalos Marinhos -
O custo do passeio é de R$ 10,00 (dez reais) por pessoa. Pega-se uma canoa que vai navegando por todo o mangue, habitat natural do Cavalo Marinho. É possível observar outras espécies também. 



É uma ótima opção de passeio para as crianças, já que é possível ver os bichinhos bem de perto. Uma oportunidade também para conscientizá-los ecologicamente!
Proibido tocar nos animais
Voltamos à Vila e resolvemos ir andando pela praia rumo à Pedra Furada. E o visual da caminhada era surpreendente!
Foto: Renata Magalhães

Infelizmente faltando uma semana pra viagem, eu acabei machucando o pé no serviço... E não consegui terminar a trilha até a Pedra Furada, mas fica pra próxima!!!
Uma rota que me deu vontade de fazer foi: Delta do Parnaíba - Lençóis Maranhenses - Jericoacoara (fica a sugestão).
Beijos, Beijos
Texto por: Luana Magalhães.

Você pode gostar também

9 comentários

  1. Nossa, ameeei esse post! eu sou louca para conhecer Jeri, a cada coisa que leio e foto que vejo, minha vontade aumente e com o seu post, não foi diferente!!! Preciso conhecer logo!!!!

    ResponderExcluir
  2. Jeri é paraíso na terra, mas acho uma loucura quem faz um bate e volta de Fortaleza! A estrada não é boa e é bemmm longe! Fora o tempo que vai ficar lá ne? Só algumas horinhas não dá pra nada, o ideal é passar alguns dias, curtir, relaxar e aproveitar ao máximo esse paraíso cearense! Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  3. Acontece a mesma coisa comigo,sempre fico me perguntando porque ainda não conheço Jeri haha mas, em breve irei planejar uma viagem pra lá e usarei suas dicas

    ResponderExcluir
  4. Jeri é uma delícia, estive lá há anos atrás, preciso voltar. Aposto que está ainda melhor. As praias são lindíssimas e tem muita coisa pra fazer.
    Essa sem dúvidas é uma excelente dica de passeio no Brasil, amei o roteiro.

    ResponderExcluir
  5. Jeri está na linha lista de desejos! Adorei saber mais sobre as atrações, só me deixou com mais vontade de ir logo pra esse paraíso!

    ResponderExcluir
  6. Tudo que eu precisava ler para decidir conhecer esse destino. Haha! Sempre me pergunto a mesma coisa. Que destino lindo hein? Parabéns pelas fotos! Obrigada pelas dicas. Vai me ajudar muito a planejar a minha ida!

    ResponderExcluir
  7. Que bacana esse roteiro! Jericoacoara deve ser um destino incrível! Quando fui a Fortaleza não pude visitar devido ao pouco tempo, mas espero poder conhecer em breve. O bom é que agora fizeram um aeroporto bem próximo, tornando as viagens para este destino mais rápidas.

    ResponderExcluir
  8. esse é um dos maiores paraisos do Brasil, vontade de ficar o mes inteiro hahhahaha vale mesmo a visita! verdade que eles vao passar a cobrar entrada la agora? Li isso dia desses....

    ResponderExcluir
  9. ahhhh esse paraiso!!!! sou louca para conhecer viu?! vamos ver quando é q vou fazer como vc e finalmente ir! adorei o post, babei nas fotos!

    ResponderExcluir

MAIS ACESSADOS

FANPAGE

AUTORAL

Todos os textos são autorais e estão assegurados pela Lei nº 9.610/98. Sendo proibida a sua reprodução total o parcial. Todas as fotos contidas nas postagens são autorais.